05 novembro 2013

Recordar é Viver #6 Dreampower 2 - Cenário Dreamcast do Brasil e Seus Gênios



Bom, como no tópico anterior eu destrinchei tudo referente ao fórum e sua administração, agora venho com um pouco mais sobre o fórum. Não vou falar muito sobre as figuras ilustres que passaram por lá (até foi feito já algo do tipo no fórum e eu não retiro nem acrescento nada sobre). Agora resolvi comentar sobre os projetos brasileiros feitos para o console. Sim, o Dreampower teve alguns publicados e nenhum chegou a ser concluído quase sempre pelo mesmos motivos: viabilidade e planejamento dos mesmos.

A primeira que eu venho dar destaque foi talvez uma das mais divulgadas no fórum: a tentativa de que o jogo Unreal Tournament tivesse seu modo online reativado. Se eu me lembro bem que estava a par desse projeto era o Kraizer, um amigo do Gold lá do Japão que na época até fez a premiação de quem escolheu o nome do fórum. El fez banca de reunir seus exímios conhecimentos em programação e muita conversa mole e acabou ficando incompleto o tal projeto (depois que foi restituído do cargo junto comigo de moderador). No final, era mais importante ser moderador do que realmente ajudar na cen do Dreamcast. Se bem que era muita conversa mole pro meu gosto (devido ao histórico do mesmo contar informações falsas sobre o mercado de jogos no Japão). No fim acabou indo pro SEGANET onde se envolveu numa treta com o pessoal de lá e saiu totalmente sem crédito nenhum de lá. O único que ainda tentou algo (sem nenhum sucesso) foi o Jader-Fox:


Teve um projeto de um tal de Arqueiro também que ele estava desenvolvendo um jogo pro Dreamcast. Tinha umas imagens fodonas (até dava pra se concluir que o jogo seria tipo um Resident Evil). Mas tinha um porém: o camarada estava desenvolvendo no PC e não tinha acesso a nenhuma ferramenta de desenvolvimento para o console tornando aquilo tudo descartável. No fim ele tomou consciência de que tudo aquilo era perda de tempo e pelas últimas postagens que eu vi no SEGANET essa experiência fez com que tomasse o gosto por computação gráfica. Bom que ele reverteu isso positivamente para sua vida.

Uma época apareceu um cara que dizia com um projeto de portar o jogo Sonic Heroes do PC para o Dreamcast. A justificativa era bizarra: como o Dreamcast tinha suporte para Windows CE ele poderia rodar jogos de Windows convencional. Alguém teve que explicar na época a diferença da parada pra ele, que eu me lembre ele queria sustentar esse lance e acabou saindo com a cara no chão do fórum.

Agora para finalizar tenho que falar dele do único Igor Isaías Banlian o desenvolvedor do Sonic 4 do Dreamcast com base na engine do Open Sonic (um mod de Sonic que saiu pro console). Veja o resumo aqui. Ele queria bancar um projeto com essa engine recrutando programadores para tal, só que o mesmo não sabe programar e não apresentou até hoje nada desse projeto, provando que não há viabilidade nenhuma. No outro dia ele mencionou isso num chat falando que não tinha tempo, ninguém ajudava ele etc... O cara vive pra derrota: se ao menos soubesse programação e como fazer já teria feito uma tech demo pro console, mas o cara vive de conversa mole, como todos os outros fizeram.

Existiram outros que realmente colaboraram positivamente para o console como Dreammatrix e o Shoometsu. São exceções a regra, pois chegaram e fizeram algo. Agora o que vemos é amadorismo no pessoal que se dedica a fazer algo no cenário Homebrew: preferiu mais holofotes e menos trabalho. Mas não é só com games, há outros que fazem o mesmo em outros tipos de projetos pela internet. Fique de olho e fuja de papo furado: somente apoie aquilo que é viável e possível.


Nenhum comentário: