04 setembro 2011

O que o RH Quer?


Aqui vou descrever casos ocorridos essa semana em empresas de RH por aí, como sempre cada um avalia aleatóriamente o candidato, sem critério e no final você nunca serve!

Acho que vou começar com a do Meier, fui para concorrer uma vaga de Telemarketing Receptivo (que descrito na vaga seria Segunda a Sexta). Ao chegar lá, a entrevistadora informa que seria de domingo a domingo com uma folga semanal, até aí tudo bem, aceitei a proposta sabendo que o padrão das empresas de TMKT geralmente é esse. Mas no decorrer do processo uma das candidatas pediu para que fizesse uma outra prova para outra vaga de uma empresa para outro produto, como eu tinha o perfil necessário eu também pedi a mesma prova.

Passei na prova de voz, mas quando foi a correção da prova a mulher disse que eu não passei. Mas como estou cansando de abaixar a cabeça pra esse pessoal, questionei o resultado e queria saber porque não passei. Primeiramente, segundo ela eu tinha tirado 3,0 em Informática, eu falei assim, peraí não é possível. Pedia que a recrutadora revisasse os resultados, tomei a prova de sua mão e indaguei o que estava errado, queria o gabarito, mas ela me respondeu que "não poderia informar o gabarito". Lá você não tinha o direito de saber por que errou. Pedi uma revisão de prova, ela me mandou aguarda. Na volta ela diz que eu não passei em Português, dizendo que eu tirei seis e que o mínimo pra passar era Dez, falo que sentia muito, mas que meu curriculo ficaria na empresa para futuras oportunidades. Respondi: "Eu não quero nenhuma oportunidade de vocês, agradeço a atenção".

O mais engraçado é que numa agência da Vila Isabel, fiz os mesmos testes que eu fiz na agência do Meier para a mesma empresa, só que para outro produto: um serviço de suporte a uma importante companhia de telefonia fixa do Rio de Janeiro. A prova era praticamente a mesma que eu fiz na outra empresa, e eu respondo da mesma forma que fiz a outra e passo, porém segundo a recrutadora não era compatível com o perfil da vaga, mas algumas pessoas desistiram da vaga oferecida e eu falei: "não tem como me encaixar na vaga desses que desistiram?" ela me diz "não, porque seu perfil não encaixa". Pô, pra dar um simples atendimento ao usuário de telefonia fixa não sirvo? Mas, ela disse que semana que vem abriria vagas para produtos melhores, e me encaixaria numa dinamica desses produtos. Espero que não seja mais chá de cadeira devido a outras entrevistas que fiz.

Na sexta foi a vez de eu ser chamado para uma conhecida franquia de drogarias daqui, nessa somente tive um entrevista, tinha mandado currículo na esperaça de ser chamado para operador de loja, mas a recrutadora me chamou para o cargo de Auxiliar de Contas a Pagar, fez uma entrevista básica e me dispensou, disse que ia me ligar ou mandar e-mail. Recebi o e-mail dizendo que não tinha o perfil para a vaga.

Ainda estou na busca do perfil perfeito que essa gente Recrutadores, Psicólogos de RH querem. Realmente não sei, como sempre vejo as listas de e-mails do Yahoo vejo cargos assim, tão banais que é só questão da soma rotina mais treinamento, que não é preciso tanto, mas que fazem a questão de exigir.

Ai você se pergunta: por que o Brasil é o 3 país em escassez de talentos do mundo? As empresas não querem qualificar funcionários, quer tudo pronto. Isso me lembrou de dois processos seletivos pra um empresa de segurança de Jacarepaguá e São Cristovão (obvio que eu não passei). O cargo era de Vendedor Técnico com conhecimentos de informática e redes. Acredito, que não seja necessário eu ser um Técnico de Redes com certificado Cisco e com o básico dos meus conhecimentos em redes poderia atender o cliente, que segundo os recrutadores é um cliente específico que saca de instalação de sistemas de segurança, e que eu teria treinamento dos produtos que a tal empresa oferecia. Sabe qual foi a desculpa, minha experiência com Help Desk e com redes era insuficiente para o cargo, por mais que você leia, sabe, pratica em casa, aprende com vizinhos na net, você não é testado! E quem diz que 6 meses não é suficiente? Essa gente de RH complica demais as coisas, por isso que minha mãe diz: "Quando uma empresa vai mal das pernas os primeiros a dançar são o pessoal do RH".

2 comentários:

DiogoDS disse...

Cara, serei honesto. Já parou pra pensar se realmente não é algo na hora da entrevista que você acaba fazendo sem querer, e acaba afetando? Pensa bem nisso. Passar a reclamar na hora da entrevista e exigir o motivo pode acabar queimando você.

Diogo, qualquer coisa, me manda um DM com teu MSN pra quem sabe eu possa te ajudar.

kraiser disse...

eu li algumas coisas no seu blog.
interessante as coisas, já busquei vagas de emprego, é muito difícil nos dias atuais, devido ao mundo estar se tornando superficial, eu mesmo tenho 24 anos. ano de 2013, trabalhei com telemarkiting e não aguentei.
sobre rh, empresas estão só nomeando parentes, tem medo de pessoas novas e etc.
tenho um blog de videogame.
se quiser dar uma olhada...
http://rpgszuados.blogspot.com.br/2013/07/comecando-aventura-rpg-que-estou.html